04/07/2006

Maçã de Junho

Uma nova música portuguesa para me lembrar como é bom ouvir Jorge Palma, apesar da desilusão de Sábado.
Maçã de Junho

És a estrela da alvorada e a madrugada junto ao cais
És tudo o que eu vejo em ti, és a alegria e muito mais
És a minha maçã de Junho, és o teu corpo e o meu
Amo-te mais que à vida, que a vida sem ti morreu
Amo-te mais que à vida, que a vida sem ti morreu

És a erva perfumada, debruada a girassóis
O trago do café quente nas manhãs entre lençóis
És a minha maçã de Junho e a minha noite de Verão
Anda, vem comigo, vamos, dá-me a tua mão
Anda, vem comigo, vamos, dá-me a tua mão

És o encontro na estrada, és a montanha e o pôr do sol
O vinho bebido em festa, és a papoila e o rouxinol
És a minha maçã de Junho e a minha estrela polar
Sem ti eu não tenho norte, sem ti eu não sei amar.
Sem ti eu não tenho norte, sem ti eu não sei amar.

7 comments:

  1. Quero chegar em casa e ouvir a música. Você está fazendo eu ficar viciada em música portuguesa. :)

    ReplyDelete
  2. E não é bom? :)

    ReplyDelete
  3. Vinicius17:12

    Tamia,
    tava vendo uma reportagem sobre a seleção portuguesa (aliás só se fala nisso), e escutei uma musica que tocava e os torcedores cantavam. Uma tal de cabritinha... Procurei na net e vi o autor, Quim Barreiros. É famoso aí?

    ReplyDelete
  4. Quim Barreiros é um ícone da música, principalmente universitária. Ele está presente em todas as festas universitárias porque a música que ele canta/toca é muito mexida, baseada em 2 ou 3 temas populares (exemplo o "vira") ele faz letras cómicas a levar para a sacanagem
    - Quero mamar nas mamas da cabritinha;
    - Quero cheirar teu bacalhau;
    - Ponho o carro, tiro o carro, na garagem da vizinha;
    - ...
    É música popular cómica, se é que isso existe.

    E pronto... agora depois da derrota de ontem muito se vai continuar a falar... :(

    ReplyDelete
  5. Vinicius18:55

    Vou procurar na net as musicas dele. Aliás existe MPP (música popular portuguesa)???

    ReplyDelete
  6. mpp... acho que nunca ouvi falar nisso. Há um outro fenómeno, há a música popular, brejeira, e há a música pimba... de má qualidade, com ritmos que ficam no ouvido e que vende muito muito muito. Principalmente nas festas de verão no centro e norte do país, que recebem muitos emigrantes portugueses pelo mundo que ouvem esse tipo de música. O fenónemo começou com uma música que se chamava Nós Pimba. Eu não gosto. Eu não ouço, eu não frequento bailes de aldeias, não gosto. Vende muito com letras que não lembram a ninguém. São maneiras de fazer pela vida.

    ReplyDelete
  7. Vinicius17:32

    Falei MPP, mais como troça do que qualquer outra coisa, pois aqui temos os pseudo-intelectuais que fazem MPB, e os absurdos que fazem música ruim mesmo.
    Te mandei mail, recebeu?

    ReplyDelete